São Judas Tadeu – Quem foi? Qual sua história? Por que ele é tão importante?

No Comments

 

São Judas Tadeu é um santo da Igreja Católica, além de ter sido um dos doze apóstolos de Jesus. O dia de São Judas Tadeu é comemorado anualmente em 28 de outubro.

História e importância de São Judas Tadeu

 

São Judas foi um apóstolo de Jesus Cristo, e por esse motivo pode ser confundido com o outro apóstolo chamado Judas, aquele que traiu Jesus Cristo. Entretanto, São Judas Tadeu descendia da linhagem real de David e, portanto, era um parente de sangue de Jesus Cristo.

O pai de São Judas, chamado Cléofas, era irmão de São José, Marido da Santíssima Virgem. A mãe, chamada Maria de Cleofás, era prima da mãe de Jesus, portanto, São Judas era primo de Jesus em primeiro grau.

São Judas Tadeu é tão importante porque ele sendo um dos 12 apóstolos pode conviver pessoalmente com Jesus, seguindo Cristo durante os seus anos de pregação, e a sua doutrina, após a morte de seu mestre.

Ele foi um grande evangelizador, primeira evangelizando a Judia, em seguida, Mesopotâmia e Pérsia, e finalmente, levando em toda parte o Evangelho da Salvação.

Além disso, São Judas escreveu uma das epístolas do Novo Testamento: “A Carta de Judas”. Nessa carta ele chama a atenção e alerta a igreja que estava nascendo para terem cuidado com os falsos profetas.

“Pois certos homens ímpios se introduziram furtivamente entre nós, os quais desde muito tempo estão destinados para este julgamento; eles transformam em dissolução a graça de nosso Deus e negam Jesus Cristo, nosso único Mestre e Senhor.” (São Judas, 1)

Martírio

 

São Judas Tadeu morreu na Pérsia, morto por pregar o Evangelho de Jesus Cristo, pois diversos persas se converteram ao cristianismo. Algo que incomodou os poderosos da Pérsia. Acredita-se que ele morreu decapitado por carrascos que usavam como ferramenta um machado muito afiado.

Categories: Santos